Saltar para o conteúdo principal
Teste

Educação Ambiental

O Município de Azambuja vem apoiando a participação das escolas do concelho neste projecto desde o ano lectivo de 2004/2005, sendo um Município Parceiro da Associação Bandeira Azul da Europa neste programa que tem como objectivo encorajar acções, e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pelas escolas no âmbito da Educação Ambiental.


O Eco-Escolas é um Programa Internacional desenvolvido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), é preferencialmente destinado às escolas do ensino básico, embora possa ser implementado em qualquer grau de ensino, desde o pré-escolar até ao secundário.


Com este programa pretende-se promover a melhoria do desempenho ambiental das escolas, bem como estimular o hábito de participação e a adopção de comportamentos sustentáveis no quotidiano, ao nível pessoal, familiar e comunitário.


Outros dos objectivos deste programa é divulgar boas práticas, fornecer formação, enquadramento e apoio a muitas das actividades que as escolas desenvolvem.


Os temas base (obrigatórios) abordados no âmbito deste programa são:
Água;
Resíduos;
Energia.


Outros temas trabalhados são:
Biodiversidade;
Floresta;
Agricultura biológica;
Espaços exteriores;
Ruído;
Transportes;
Alterações Climáticas;
 Mar.


O programa Eco-Escolas segue uma metodologia inspirada na Agenda 21, que de forma simplificada se enuncia em 7 passos:
Formação do Conselho Eco-Escolas: que prepara e acompanha de perto as actividades, além de colaborar directamente com os municípios e distintas organizações locais. Será responsável pelo desenvolvimento de diversas actividades com os alunos: reuniões, auditoria; visitas de estudo; elaboração de cartazes; dramatizações; manifestações; exposições, etc.
Realização de Auditoria Ambiental: que incidirá na realidade ambiental do estabelecimento de ensino, aliada a uma análise do público-alvo, e que contribuirá para clarificar as áreas de intervenção e metodologias a adoptar.
Elaboração de um Plano de Acção: no qual estarão delineadas as estratégias, objectivos e prazos a cumprir.
Monitorização/Avaliação: da evolução do programa na escola, para assegurar que as metas e objectivos estabelecidos estão a ser alcançados, e avaliar a aplicação do programa na escola.
Trabalho Curricular: desenvolvido nas aulas, estudo de vários temas importantes a nível ambiental
Divulgação: O envolvimento da Comunidade Escolar e Local.
Eco-código: adopção de um código de conduta, que sublinha os valores defendido pela escola e os objectivos que se pretendem alcançar com o programa.


Trata-se de um programa flexível e cada escola poderá encontrar uma forma própria de atingir o estatuto de Eco-Escola. Este Programa não tem como objectivo premiar projectos específicos de melhoria do ambiente, mas a implementação de uma metodologia.

 

 

 


Bandeira Verde

No final de cada ano lectivo é realizada a avaliação do programa implementado em cada uma das escolas participantes e do sucesso das iniciativas tomadas, por parte das entidades coordenadoras do programa, a ABAE/FEEPAssociação Bandeira Azul da Europa/Fundação para Educação Ambiental Portugal.

As escolas com sucesso no programa Eco-Escolas são galardoadas com Bandeira Verde que poderá ser hasteada no exterior da escola ou colocada num outro local de relevo, num certificado para afixar no átrio e na autorização de utilização do logótipo do Programa nos materiais da escola, nomeadamente no papel timbrado.

Para uma escola obter o galardão de Eco-Escolas terá de estar registada no Programa e apresentar uma candidatura. O galardão é atribuído caso se verifique o cumprimento do essencial dos elementos do Programa Eco-Escolas.

A Câmara Municipal Azambuja através da Divisão de Ambiente, Intervenção Local e Transportes (DAILT) constitui uma parceria com os Agrupamentos Escolares para a prossecução do projecto, proporcionando apoio técnico e material a cada uma das escolas e jardins-de-infância participantes.

Todas as escolas e jardins-de-infância participantes têm o seu projecto autónomo tendo algumas, também, adoptado projectos propostos e apoiados pela Divisão de Ambiente.

De entre o tipo de actividades em que a DAILT proporciona apoio aos projectos desenvolvidos pelas escolas, destacam-se as seguintes:

- Visitas ao Aterro Sanitário da Valorsul- Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A. anteriormente designada RESIOESTE;

- Visitas às Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), com a empresa “Águas do Oeste”;

- Visitas no âmbito dos temas do programa tais como visitas a parque naturais, eólicos entre outras.

- Realização de acções de sensibilização sobre os seguintes temas:

                            » Resíduos;

                            »  Compostagem;

                            » Água;

                            »  Aquecimento Global;

                            »  Energia;

                            »  Biodiversidade.

Município de Azambuja vem apoiando a participação das escolas do Concelho neste projecto desde o ano lectivo de 2004/2005, com resultados assinaláveis. As escolas do Município são das que têm dos melhores desempenhos a nível nacional

 

Ano lectivo

Escolas inscritas

Escolas galardoadas

2004/2005

14

14

2005/2006

15

15

2006/2007

16

15

2007/2008

11

11

2008/2009

14

13

2009/2010

12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

voltar ao topo