Saltar para o conteúdo principal
Teste

"BE MORE - Educação pela Arte", Azambuja coordena parceria com municípios espanhol e italiano

Projeto 2018/2020, cofinanciado pelo programa Erasmus+ da União Europeia.


Vai ser apresentado, no dia 26 de setembro, em Azambuja, o projeto “BE MORE – Educação pela Arte”. Este projeto nasceu de uma parceria internacional que tem como coordenador o Município de Azambuja e que envolve os municípios de Villa de Moya, de Espanha (Ilhas Canárias) e de Castel Bolognese, em Itália.

Trata-se de uma iniciativa financiada pela União Europeia através do Programa “Erasmus+ Juventude em Ação” que tem como objetivo geral criar, testar e disseminar um modelo de educação não formal de desenvolvimento de competências pessoais, sociais e emocionais, através da Educação pela Arte.

As principais prioridades que alicerçam o projeto passam pela promoção de um melhor conhecimento, do reconhecimento e da validação da aprendizagem não formal, bem como do trabalho direto com os jovens aos níveis local, regional, nacional e, em última análise, europeu. Pretende-se, com este modelo a, que os jovens encontrem caminhos não formais que complementem o seu processo educativo e que descubram ou aprofundem as suas competências e capacidades numa ótica pessoal e enquanto cidadãos.

Esse modelo de Educação pela Arte será construído, em complementaridade, com os contributos dos três municípios parceiros, em que Azambuja irá trabalhar as áreas da música e da dança, Villa de Moya (Espanha) irá explorar o teatro e o cinema, e Castel Bolognese (Itália) irá desenvolver as artes plásticas e a fotografia.

Os destinatários diretos deste projeto são os técnicos de juventude, com vista a capacitá-los com as competências e metodologias necessárias, e também os jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 16 anos, em número necessariamente limitado nesta fase de conceção, estruturação e teste do modelo a propôr.

Através do referido modelo de Educação pela Arte, a implementação do projeto BE MORE tem como objetivos concretos:

• Promover as taxas de sucesso educativo e combater o insucesso e o abandono escolar;

• Diminuir o desemprego jovem;

• Desenvolver competências nos jovens que os tornem mais capazes, mais motivados, mais produtivos e mais ativos;

• Permitir e estimular o contacto com outras realidades, instrumentos, ferramentas e dinâmicas com vista diversificar as metodologias de intervenção junto dos jovens;

• Preparar melhor os técnicos para transmitirem aos jovens os valores comuns fundamentais da nossa sociedade, prevenindo também a sua radicalização e a violência.

bemore rollup

voltar ao topo