Imprimir esta página

“Quinta da Lapa” e “SIVAC” vencem 37º Concurso de Vinhos do Concelho de Azambuja

Melhor tinto, melhor branco e melhor rosé da colheita 2018



Agrovia, S.A. – Quinta da Lapa, de Manique do Intendente, com o melhor tinto e melhor branco, e SIVAC, de Aveiras de Cima, com o melhor rosé, foram os grandes vencedores da 37ª edição do Concurso de Vinhos do Produtor do Concelho de Azambuja. A cerimónia de entrega de prémios teve lugar num jantar oferecido a todos os produtores participantes e os resultados serão divulgados na cerimónia de abertura da 15ª “Avinho – Festa do Vinho e das Adegas”, que irá animar Aveiras de Cima até ao próximo domingo, 14 de abril, e durante a qual os premiados darão visibilidade aos troféus conquistados.

A edição 2019 celebrou a colheita de 2018 com uma novidade, abrindo o concurso a uma terceira categoria – a dos vinhos rosés, que se junta às habituais categorias de tintos e brancos. Na continuidade de reforçar esta iniciativa, a Câmara Municipal de Azambuja atribuiu prémios monetários de 250 euros aos terceiros, 500 euros aos segundos, e 750 euros aos primeiros classificados, em cada uma das três categorias. Além de promover os bons vinhos locais, a economia e o nome do concelho, estes prémios procuram prestigiar o concurso recompensando a qualidade do trabalho e a dedicação dos produtores. Apresentaram-se neste concurso, organizado pelo município com a colaboração das juntas de freguesia, cerca de trinta produtores com maior afluência de tintos. De acordo com os provadores convidados, a colheita 2018 pode ser considerada de boa qualidade, justificando-se que para além do pódio tenham sido atribuídas três menções honrosas nos vinhos tintos e três nos brancos.

Nos treze vinhos brancos a concurso, a vitória foi para o produtor Agrovia S.A. “Quinta da Lapa”, de Manique do Intendente; o 2º lugar para a Sociedade Agrícola Cova da Cadeira, de Alcoentre; e o 3º para Vicapão, de Aveiras de Cima. Destaque, ainda, com menção honrosa para Agro-Batoréu Lda. e SIVAC, ambas de Aveiras de Cima, e para o Casal da Fonte, de Vale do Paraíso.

No setor dos tintos, com vinte e nove amostras concorrentes, o 1º lugar foi para Agrovia S.A. “Quinta da Lapa” , de Manique do Intendente; o 2º lugar para a Sociedade Agrícola Cova da Cadeira, de Alcoentre; e o 3º para o Estabelecimento Prisional de Alcoentre. Referência, ainda, a três menções honrosas: para Agro-Batoréu Lda e José Mata, ambos da freguesia de Aveiras de Cima; e para José Leirião Ramos, de Vila Nova de S. Pedro.

No ano de estreia do concurso de vinhos rosé, a vitória foi para a SIVAC, de Aveiras de Cima; o 2º lugar para Agrovia S.A. “Quinta da Lapa”, de Manique do Intendente; e a 3ª posição para a casa Vicapão, de Aveiras de Cima.

O painel de provadores avaliou os vinhos concorrentes no modelo habitual de “prova cega” e foi composto por 8 enólogos de reconhecida competência, Hernâni Magalhães, Jorge Páscoa, Sérgio Oliveira, Cruz Ferreira, Carlos Céu Pereira, Alice Simões, Rita Pinto e Carmen Santos. A participação destes profissionais enquadra, igualmente, a colaboração institucional com o Município de Azambuja de várias entidades ligadas ao setor, como são a Associação de Municípios Portugueses do Vinho, a Viticartaxo, a Escola Superior Agrária de Santarém, a Associação Portuguesa de Enologia e a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo.