Saltar para o conteúdo principal

Município lança questionário online aos residentes no concelho sobre Reabilitação Urbana

 

O Município de Azambuja está a lançar a toda a população residente no concelho um inquérito, por questionário online, integrado na sua estratégia de Reabilitação Urbana. O questionário é disponibilizado durante duas semanas, apenas em formulário online e de preenchimento totalmente anónimo.

Os habitantes são convidados a responder a um conjunto de perguntas que têm por objetivo caracterizar as condições gerais da habitação, do edificado, do espaço público, dos serviços e equipamentos públicos existentes no concelho, bem como partilhar as suas expectativas sobre a estratégia de reabilitação urbana a implementar.

Questionário "Estratégia de Reabilitação Urbana de Azambuja"

A opinião da população é um contributo essencial para uma compreensão mais correta e detalhada das necessidades das áreas urbanas, bem como para a definição de opções e prioridades de intervenção. Esse contributo será muito útil ao trabalho atualmente em curso, relativamente à identificação de novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU). Neste trabalho, o município está a desenvolver cerca de uma dezena e meia de ARU contemplando as várias sedes de freguesia e outros aglomerados urbanos de maior expressão.

Os objetivos destes programas estão bem definidos desde o início. Por um lado, aproveitar as oportunidades criadas pela nova legislação neste domínio, agilizando procedimentos e o acesso a benefícios e incentivos fiscais. Por outro lado, com esses instrumentos incentivar e apoiar os proprietários com vista à recuperação do património degradado. Neste contexto, será alcançado o objetivo geral de requalificação dos núcleos urbanos com a melhoria da sua qualidade ambiental e paisagística.

Recorde-se que a autarquia dedica especial atenção à Reabilitação Urbana há vários anos, tendo concluído em 2012 o processo de delimitação da ARU 1 de Azambuja e, em 2016, a ARU 2 de Azambuja e a ARU de Manique do Intendente, com aprovação das respetivas Operações de Reabilitação Urbana (ORU).

A Câmara Municipal deu o exemplo ao recorrer a fundos europeus dedicados à reabilitação urbana, no edificado e no espaço público na Vila de Azambuja, nomeadamente na requalificação, já concluída, do edifício do Serviço de Urbanismo e Atendimento ao Público, da Casa da Juventude e do Posto de Apoio ao Visitante. A curto prazo, terão lugar as intervenções de requalificação do Largo de Palmela e das Ruas Engº Moniz da Maia / Vitor Córdon.

 

 

voltar ao topo