Saltar para o conteúdo principal

Adoção

Se decidiu adotar um cão ou gato, muitos parabéns pela sua decisão! Esta é uma decisão que fará um animal muito feliz, ao mesmo tempo que trará certamente muita alegria para a sua família. E agora? Por onde começar?


ESTÁ A PENSAR EM TER UM ANIMAL DE COMPANHIA?


E porque não adotar e alterar a vida de um ser vivo envolvendo-o no seio do seu agregado familiar?

Estudos comprovaram que contar com a companhia de um animal, faz literalmente bem à saúde, tal como prevenir doenças cardiovasculares, combate à depressão e à ansiedade. Ser tutor de um cão geralmente significa sair mais, movimentar-se e brincar regularmente. Ter um cão também foi associado a uma melhor saúde mental e uma perceção de menor isolamento social. Mas o ronronar de um gato também combate a depressão e a ansiedade.

Acarinhar um animal de estimação pode ajudar a relaxar e acalmar. O amor incondicional de um animal não tem valor e o seu reconhecimento por quem o acolhe e estabelecem-se laços de cumplicidade e companheirismo.  

Nas crianças, também estão comprovados benefícios da detenção de um animal de companhia. Pais e mães que tiveram animais de estimação na infância sabem como esses companheiros são marcantes. Além de criar memórias inesquecíveis, o contacto com os animais de estimação pode fazer com que a criança tenha uma vida mais longa, saudável e feliz, proporcionando: o fortalecimento do sistema imunitário, incute-lhes o sentido de responsabilidade, estimula o cérebro, impulsiona o desenvolvimento emocional, ensina valores de vida, tem efeitos terapêuticos (comprovado em crianças com autismo), ajuda no alívio do stress, promove uma maior atividade física, com consequente menor risco de obesidade, ...

Segundo dados da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, anualmente são recolhidos cerca de 30 mil animais abandonados, mas lamentavelmente, apenas 35% destes animais voltam a ser adotados por uma família.

A Câmara Municipal de Azambuja apela à adoção responsável promovendo a integração de animais em famílias e dando condições de dignidade de vida aos “animais de ninguém”

 

7 PERGUNTAS A QUE DEVO RESPONDER SIM ANTES DE ADOTAR:


- Tenho espaço em casa para acomodar o animal?

- A minha família está preparada para recebê-lo?

- Tenho recursos para alimentá-lo, vaciná-lo, desparasitá-lo e tratar da sua saúde?

- Tenho tempo para passeá-lo, com respeito pelo espaço público ?

- Sei como tratar da sua higiene?

- Se for de férias e não puder levá-lo, tenho onde deixá-lo?

- Comprometo-me a nunca o maltratar ou abandoná-lo?​​​?

 

COMO POSSO CONHECER OS ANIMAIS DISPONÍVEIS PARA ADOÇÃO?


- Conheça os patudos para adoção nas boxes da Câmara Municipal de Azambuja:

Pode conhecer os cães que se encontram para adoção das boxes municipais, na galeria de imagens desta página. Se tiver interesse em algum dos patudos, deverá contactar o 263 400 400 e marcar um visita. 

O animal será dado a conhecer ao(s) possível(eis) adotante(s), nas antigas instalações do matadouro de Azambuja, após a marcação prévia. 

- Quanto a felídeos, uma vez que a Câmara Municipal de Azambuja não possui gatil, poderá visitar as Associações do Concelho de Azambuja, com qual o Município estabeleceu protocolos.

- Pode visitar as Associações do Concelho de Azambuja:

» APAAZ - Associação de Proteção aos Animais e Ambiente de Azambuja (Aveiras de Baixo) | Facebook

» Abrigo Associação (Vale do Paraíso) | Facebook | Site

 

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE ADOÇÃO? 


- Os animais que se encontram para adoção, uma vez esterilizados, são identificados eletronicamente em nome do Município de Azambuja. Caso haja interesse no(s) animal(ias), terá de preencher uma Declaração de Transmissão de Titularidade, que vincula o futuro titular do animal, sendo necessário os seguintes elementos: nome completo, morada completa, contactos, número de cartão de cidadão e NIF.

- Os animais adotados, serão doados vacinados, desparasitados, esterilizados e identificados eletronicamente. 

 

NÃO ABANDONE OS SEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO!


Os animais são seres sensoriais; tal como nós, sentem e sofrem. É falsa a ideia de que um animal, se for abandonado, consegue “desenvencilhar-se” ou que alguém irá agarrar no animal e levá-lo para sua casa. Não conte com isso. É egoísmo e crueldade da pessoa que abandona o seu um animal que não se sabe orientar, alimentar e a sua segurança e sobrevivência ficam em perigo. O abandono dos animais também leva a que haja possibilidade de uma reprodução descontrolada.

Sabia que um casal de gatos ao se reproduzir, ao fim de sete anos pode dar origem a 420 mil gatinhos? No mesmo espaço de tempo, um casal de cães pode dar origem a 50 mil cachorros. Os canis e gatis, quer municipais quer de Associações encontram-se sobrelotados.

Ao adotar um animal, as Câmaras Municipais e as Associações entregam os animais devidamente esterilizados, identificados eletronicamente e com a vacinação obrigatória por lei. Contribua para o controlo de animais errantes não abandonando o seu amigo e adotando. Dê oportunidade a um animal que está preso numa box, por um crime que não cometeu, de lhe voltar a devolver uma vida digna e uma família que o ame.

Porém, tenha a noção que quer e pode ter um amigo para o resto da vida dele. Não tenha, compre ou adote animais por impulso. Eles são seres vivos não são objetos inanimados e descartáveis. O abandono e maus tratos a animais de companhia é crime punível por lei!

CÓDIGO PENAL:

Artigo 387.º - Maus tratos a animais de companhia

1 – Quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias.

2 – Se dos factos previstos no número anterior resultar a morte do animal, a privação de importante órgão ou membro ou a afetação grave e permanente da sua capacidade de locomoção, o agente é punido com pena de prisão até dois anos ou com pena de multa até 240 dias.

Artigo 388.º - Abandono de Animais de Companhia

Que, tendo o dever de guardar, vigiar ou assistir animal de companhia, o abandonar, pondo desse modo em perigo a sua alimentação e a prestação de cuidados que lhe são devidos, é punido com pena de prisão até seis meses ou com pena de multa até 60 dias.

Ajude a controlar a população de animais errantes, não promovendo o abandono e optando pela adoção de animais de companhia que se encontram em canis e associações.

 

CONHEÇA OS NOSSOS PATUDOS QUE PROCURAM UMA FAMÍLIA!


 (clique na galeria de imagens, para conhecer os nossos patudos disponíveis para adoção)

 

Galeria de Imagens

voltar ao topo